Mesmo com o avanço exacerbado das mídias que possibilitam uma maior aproximação das pessoas e entidades, proporcionando maior agilidade na comunicação, ainda se faz necessária as atividades dos correios. Algumas ações ainda são basicamente restritas aos correios.

De forma que a vereadora professora Dedê (PCdoB) demonstrou indignação na reunião ordinária da câmara de vereadores na manhã desta quarta-feira 15, uma vez que ela diz que o número reduzido de funcionários para entrega nos correios acaba prejudicando a população.

Segundo a vereadora comunidades como é o caso do bairro Grossos ficam sem receberem suas correspondências pelo fato de existirem apenas 02 carteiros o que torna insuficiente os mesmos realizarem todas as entregas.

A vereadora colocou que a empresa dos Correios de Várzea Alegre há de dois anos, só possui dois carteiros.  E, isso vem trazendo prejuízos para os consumidores porque suas correspondências não chegam em tempo hábil.

Exemplo disso são os boletos bancários e de cartões de crédito. Por outro lado, os Correios dão prioridade as cartas registradas e Sedex, pois os meus trazem custos, indenizações a empresa se tiver atrasos.

“Solicitei da Câmara que fosse enviado um ofício a Gerente da Agência de Várzea Alegre e como sugestão que a empresa terceirize o trabalho ou abra concursos. Já que dão abertura aos aposentados para permanecer no trabalho”. Disse.