A palestra da reforma da previdência prendeu a atenção de muitos.

Na tarde deste domingo 26 de março de 2017, na sede da Associação Beneficente e Cultural Nossa Senhora de Fátima – ABCNSF, situada na Rua Glicério Gomes, 344, bairro Riachinho aconteceu uma palestra que teve como título: “Previdência Social, o que muda com a reforma?”.

De pé Erialdo Abraão faz uso da palavras seguido de Luiz do Conselho e o presidente da associação Orlando

Promovida pela ABCNSF, o evento contou com os seguintes sindicalistas palestrantes: Luiz Francisco do Sousa – Luiz do Conselho, representante do Sindicato dos Trabalhadores da Agricultura Familiar – SINTRAF, que abordou assuntos ligados a aposentadoria dos homens e mulheres do campo além de salário maternidade e auxílio doença. E Erivaldo Abraão de Oliveira – Presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Várzea Alegre – SSPMVA, que abordou assuntos pertinentes aos direitos previdenciários de servidores públicos e as mudanças com a reforma previdenciária caso seja aprovada no Senado Federal conhecida como PEC nº 55, antes, na Câmara dos Deputados Federais denominada de PEC 241.

No entendimento dos palestrantes, a reforma é insignificante e desnecessária, pois, não atende aos anseios das categorias citadas anteriormente, agricultores e servidores públicos e, compacta os direitos adquiridos desde a década de 40. Ainda vivemos em um país de pessoas estudadas porem medrosas quando se trata de botar a boca no trombone e questionar os direitos coletivos, algo insinuado nas falações dos palestrantes.

A Associação, os sindicatos e as organizações de base ainda constituem a via expressa das lutas e conquistas sociais. E nós, enquanto dirigentes de instituições temos que insuflar as massas no sentido de lutas e enfrentamentos de caráter sociais disse o Presidente da Associação ABCNSF, por ocasião da palestra. No evento foi feito convite aos presentes para participarem de um ato público na forma de manifestação que ocorrerá em Várzea Alegre nesta segunda-feira, 27 de março de 2017, às 08h com saída do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais – STTR da nossa cidade.

Damião Ferreira, com Imagens – Divandia Barbosa

Veja mais