O presidente Michel Temer sancionou nesta segunda-feira (14) a lei de combate ao bullying nas escolas.

A informação foi divulgada pelo Ministério dos Direitos Humanos e confirmada pela Casa Civil.

Em novembro de 2015, a então presidente Dilma Rousseff também sancionou uma lei de combate ao bullying nas escolas, definindo que a prática consiste em “atos de violência física ou psíquica exercidos intencional e repetidamente por um indivíduo ou grupo contra uma ou mais pessoas com o objetivo de intimidar ou agredir, causando dor e angústia à vítima.”

Nossa reportagem saiu as ruas e foi saber de psicólogo, diretor e assistente pedagógico como essa medida chega a Várzea Alegre.

O psicólogo Paulo Costa falou a nossa reportagem partes de danos causados pelo bullyng na escola. Onde as pessoas podem parar nos tribunais ou a vítima pode tomar medidas mais drásticas.

A diretora da escola Maria Afonsina Alice Gonçalves entende que a promulgação do projeto venha dar uma maior liberdade para serem cuidados os casos existentes nas escolas.

Para o Dagoberto Diniz assistente pedagógico foi uma ferramenta a mais que irá contribuir para podar essa grande aresta existente nas unidades de ensino.