Maria Miguel de Oliveira (Rosinha) esteve na noite da terça-feira, 04, na câmara municipal onde pediu uso da palavra através da tribuna livre, e fez uma reivindicação. Para a artesã se houvesse um entendimento por parte do legislativo para retornar ao horário da manhã as reuniões, seria importante.

Para a Rosinha no período da manha há uma melhor acessibilidade para as pessoas da zona rural participarem das reuniões, uma vez que pela manhã existem os carros de linha que pode conduzir os interessados a participarem, já a noite não há possibilidade de transporte.