Desde o ano de 2005 que o então vereador na época pelo PT Joaquim Frutuoso deu entrada a um projeto de lei regulamentando na esfera municipal o uso da meia passagem bem como de meia entrada no município.

Recentemente o vereador também do PT Michael Martins fez uma provocação ao MP para que o mesmo analisasse esse processo, que terminou o MP dando parecer favorável.

Existe um pouco de divergência no assunto pautado pelo dois vereares e concedido pelo ministério público, uma vez que a cooperativa tem um entendimento diferente.

Assim sendo, o presidente da CooperVarzea Edglê Souza deixou claro a nossa reportagem que a cooperativa não se omitirá de atender aos direitos dos alunos, porém, existe uma restrição, nem todas as carteias de estudantes terão validade para usufruir gozando do direito da meia passagem.

Segundo o presidente da cooperativa, a mesma trabalha com base na lei estadual de 1999, e regulamentada pelo DETRAN, e aconselha as pessoas a se informarem melhor para não tirarem qualquer carteira ou irão ter prejuízos e não obterão sucesso.

Denuncia.

Na oportunidade o presidente alertou para que o vereador Michael Martins já que o mesmo tem como compromisso na sua legislatura fiscalizar veja a questão dos amarelinhos que estão fazendo o transporte de alunos de maneira irregular.