As últimas reuniões da câmara municipal de vereadores de Várzea Alegre, tem sido de acirrados debates que são alimentados por denuncias que geram os combates das tais denúncias.

Vereadores de oposição despertaram para levar a tribuna as mais variadas denúncias, muitas delas são consideradas infundadas pelos que compõem a bancada de situação.

Certo é que o ponto de parada dessas denúncias está sendo o Ministério Público. Os edis que mais demandam essas denúncias são os vereadores Michael Martins e Ribamar da Topik.

Porém, na bancada de situação o ex-presidente vereador Alan Salviano que por algumas reuniões passou sem se pronunciar resultado de descontentamento da última eleição que renovou a mesa diretora, resolveu voltar a atuar como um o mais eficiente defensor da gestão municipal.

Tem sido o vereador Alan que se posicionou na linha de frente para dar respostas imediatas diante das acusações que hora circula nas dependências da casa do povo. Na última reunião o vereador do MDB fez uma passagem pela bancada de oposição respondendo as perguntas que ficaram no ar durante a seção.

Oposição não se intimida, não recua, e esses embates suou como campanha antecipada, é assim que pensam alguns. Assim sendo, cada edil quer dar o melhor de si e defender as bases as quais os edis dizem usar como espelho, ou como base de apoio.

Teria realmente os representantes do povo atentado para iniciar a mais louca corrida na caça pelo voto? Bom, olhando no calendário não faltam mais nem dois anos para tudo virar festa. E o eleitor o que pensa? Em 2016 eles, os eleitores optaram por renovar e entrou para a história política local, a eleição que dos vereadores em atividades apenas a professora Dedê teve a oportunidade de permanecer usufruindo da sua cadeira no legislativo, 12 deram adeus a casa do povo.  E na próxima eleição de 2020, também haverá novidades? Aguardemos.