O que é poluição sonora?

poluição sonora é um dos maiores problemas ambientais que ocorre nos grandes centros urbanos, sendo menos frequente em regiões mais afastadas. Ela ocorre quando o som altera a condição normal de audição em um determinado ambiente. Embora não se acumule no meio ambiente como outros tipos de poluição, causa vários danos ao corpo, à qualidade de vida das pessoas e à fauna e, por isso, é considerada um problema de saúde pública mundial.

O som é a sensação auditiva que nossos ouvidos são capazes de detectar, sendo definido como a compressão mecânica ou onda mecânica que se propaga em algum meio. Sons de qualquer natureza podem se tornar prejudiciais à saúde quando emitidos em grande volume, ou seja, elevada intensidade.

Efeitos

Para a Organização Mundial de Saúde (OMS), a poluição sonora de 50 dB (decíbeis) já prejudica a comunicação e, a partir de 55 dB, pode causar estresse e outros efeitos negativos. Ao alcançar 75 dB, a poluição sonora apresenta risco de perda auditiva se o indivíduo for exposto a ela por períodos de até oito horas diárias.

Quais os danos que podem ser provocados pela poluição sonora?

Alguns efeitos negativos da poluição sonora para os seres humanos são:

Estresse, Depressão, Insônia, Agressividade, Perda de atenção, Perda de memória, Dor de cabeça e Cansaço.

Na última reunião do poder legislativo o vereador José Batista líder da bancada de oposição, levou a tribuna da casa uma reclamação pertinente ao uso abusivo de som. Na oportunidade o vereador pediu para que a casa enviasse ao promotor um oficio para que o mesmo tomasse conhecimento do uso exacerbado de som e que medidas cabíveis fossem adotadas.

Segundo Zé Batista o oficio foi encaminhado e recebeu orientações que aguardasse a posição do MP. Nossa reportagem também tentou ouvir o Departamento Municipal de Transitou local, na pessoa do diretor Evandro Feitosa, porém, o mesmo está aguardando uma reunião com o secretário de meio ambiente J. Marcílio para juntos definirem as medidas que serão adotadas com relação ao caso.

Os órgãos competentes também aguardam uma posição do MP, como o vereador já cobrou do MP, demutran e meio ambiente aguardam para que a partir de então possam atuar amparados na lei e cumprindo com determinações do ministério público.