O vereador Dr. Márcio Henrique PTdoB eleito em 2016, marca sua passagem pela câmara por seu jeito de ver a política de forma diferente, o edil em pouco mais de 2 anos de mandato tomou medidas decisivas em alguns debates, criou a tribuna livre e na última reunião, apresentou ao presidente um importante projeto, transformar o fornecimento de energia da casa em energia renovável.

Com a licença tirada pelo Dr. Márcio para assumir a subsecretaria de saúde do município, quem assumirá a cadeira na câmara será o petista Antônio Gregório Neto. Este já é dono de um mandato, e não atingiu votação para permanecer na casa nas últimas eleições para vereadores.

O Gregório estava atualmente a frente das secretarias de administração e finanças. Por ser do Partido dos Trabalhadores a sigla agora se fortalecerá, uma vez que já existem dois edis atuando o Antônio Alcântara e o Michael Martins. Michael que mesmo sendo petista atua na bancada de oposição ao contrário dos companheiros que militam na bancada de situação.

Esse também deverá ser um momento de decisões dentro do Partido dos Trabalhadores, com a chegada do Gregório o partido passa a ter dois edis na situação e um na oposição, o que poderá mudar o rumo de algumas decisões ao longo do mandato. Vale ressaltar que ultimamente o Michael tem sido calo na gestão do prefeito Helder, seria momento de os petistas medirem forças?…

Antônio Gregório tem uma forte característica, quando atuando pela bancada de situação do governo do ex-prefeito Vanderlei era um defensor nato da gestão, onde em determinada situação confrontou com a categoria de professores momento em que o sindicato travava uma luta contra a gestão.

Desta vez por ironia do destino o Gregório chega a casa quando as discussões estão em alta, resta saber que modelo de gestão o edil irá adotar para sua nova empreitada na câmara de vereadores do município de Várzea Alegre.