Michael Martins disse que precatórios é tão somente o entendimento entre as partes servidor e gestor. E demonstra indignação pelo fato dos servidores de meio salário ainda não estarem oficialmente ganhando o que lhe é de direito.

Na questão dos precatórios o vereador Alan Salviano lamenta o município em outra gestão ter deixado prescrever e não ter buscado solucionar o problema, o que acabou deixando essa herança que custa aos cofres do município mais de 200 mil por mês. Inclusive o edil acredita que uma audiência pública poderá esclarecer melhor essa situação.