Crianças de 5 a 14 anos fazem parte do público alvo.

Campanha de prevenção e tratamento do tracoma percorre escolas do Crato, o objetivo é realizar exame preventivo para tentar evitar que no futuro crianças e jovens possam perder sua visão simplesmente pela falta de um exame rápido e básico.

Para uma gestão municipal essa oferta de exame não custa muito e proporciona mais tranquilidade para uma juventude que por falta da atividade poderá ter jovens com a visão comprometida.

O que é tracoma?

O tracoma é uma doença inflamatória ocular, uma conjuntivite causada pela bactéria Chlamydia trachomatis que ocorre em áreas de maior concentração de pobreza, deficientes condições de saneamento básico e acesso à água.

O tracoma é responsável por prejuízos visuais em 1,9 milhões de pessoas, das quais 450 mil apresentam cegueira irreversível. Estima-se que 190,2 milhões de pessoas vivem em áreas endêmicas com risco de cegueira por tracoma.

Quais são as formas clínicas do tracoma?

O tracoma apresenta cinco formas clínicas, classificadas e padronizadas pela Organização Mundial de Saúde – OMS:

  • duas formas transmissíveis, ativas (Tracoma Inflamatório Folicular – TF e Tracoma Inflamatório Intenso – TI);
  • três formas não transmissíveis (Tracoma Cicatricial – TS, Triquíase Tracomatosa – TT e Opacificação Corneana – CO) – formas sequelares, consequência de processos repetidos de infecção e cicatrização.

Um caso positivo de tracoma possui vínculo epidemiológico, está sempre associado a outro caso. Em áreas onde as infecções bacterianas secundárias são frequentes, aumentam os riscos de transmissibilidade e gravidade da doença.

O que causa o tracoma?

A causa do tracoma é a presença da bactéria C. trachomatis em contato com a conjuntiva ocular, que produz uma reação inflamatória difusa na pálpebra superior, com o aparecimento de folículos. Em áreas hiperendêmicas, em decorrência de infecções repetidas, os folículos, que são formações arredondadas, evoluem e quando regridem persistem cicatrizes nos locais afetados que evoluem para a formação de linhas de cicatrizes. Nem sempre haverá a formação de cicatrizes

As cicatrizes produzem deformidades que evoluem para a retração da pálpebra entrópio) e dos cílios (triquíase). Os cílios em posição defeituosa tocam a córnea e provocam abrasão crônica, opacidade da córnea, que promove a diminuição progressiva da visão. Caso não seja realizada a cirurgia para correção palpebral ou epilação destes cílios, o caso pode evoluir para baixa na acuidade visual até a cegueira.