A Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA) lança o Projeto de Peixamento dos Reservatórios Públicos 2019/2020 na próxima sexta-feira (18). A ação distribui, até o primeiro trimestre de 2020, 5,5 milhões de alevinos e beneficia 60 mil pescadores que vivem em torno dos mil maiores açudes e barragens do Estado. O investimento do Governo do Ceará é de R$ 800 mil e a estimativa de produção é de 1.200 toneladas de peixes.

“O projeto tem como objetivo estimular a permanência dos pequenos e médios produtores na atividade pesqueira, para estes possam gerar ocupação e renda, para si e para as suas famílias, como também é fundamental para economia do Estado”, informa o secretário do Desenvolvimento Agrário, De Assis Diniz.

O lançamento ocorrerá em Arneiroz e também contará com a presença do secretário executivo da Pesca e do Desenvolvimento Agrário, Antônio Nei de Sousa. O município dos Sertões dos Inhamuns recebe 85 mil alevinos de tilápia, 10 mil de tambaquis e 5 mil carpa. As próximas entregas ocorrem em Aiuaba (76 mil alevinos), no dia 22 de outubro; Parambu (64 mil) e Quiterianópolis (60 mil), 23; e Tauá (100 mil), 24.

Comparativo

Além de quase dobrar o investimento, o Governo do Ceará inova na atual edição entregando alevinos de carpa, tambaqui e curimatã. Na edição 2018/2019, o Projeto de Peixamento entregou 4,64 milhões de alevinos de tilápia e investiu R$ 450 mil no ano passado. No período, a produção estimada em decorrência do projeto foi de 928 toneladas de peixe, contra a estimativa atual de 1.200 toneladas.

“Muito embora os alevinos de carpas e tambaquis possuam uma taxa de sobrevivência similar aos da tilápia, o esforço encontra sentido na construção do Plano Estadual de Pesca Artesanal e Aquicultura, que se encontra em andamento”, justifica o secretário. Com a diversificação, a Secretaria poderá, tecnicamente, indicar as variedades com maior lucratividade, apontar os próximos passos do fomento à atividade e dimensionar a cadeia produtiva no Ceará.