Uma das consequências da pandemia do novo coronavírus e da quarentena é a perda de renda da população, já que as pessoas estão em casa, por demissões e, eventualmente, por cortes de salário. Tentando minimizar esse impacto, entra em vigor em junho o novo saque de R$ 1.045 do FGTS.

Os trabalhadores poderão sacar esse valor de contas ativas (ou seja, da conta do trabalho atual) ou inativas (de serviços anteriores). Um ponto importante de diferença para o saque que aconteceu em 2019, de R$ 500, é que, dessa vez, o valor não é acumulativo. Ou seja, R$ 1.045 é teto que pode ser sacado mesmo que a pessoa possua mais de uma conta. É uma boa renda extra para o momento.

E para evitar qu… – Veja mais em https://economia.uol.com.br/colunas/econoweek/2020/05/19/o-fgts-liberou-r-1045-para-saque-veja-o-que-nao-fazer-com-esse-dinheiro.htm?utm_source=chrome&utm_medium=webalert&utm_campaign=economia&cmpid=copiaecola