Neste ano de 2020 praticamente todas as esferas de trabalhos foram afetadas diretamente com a chegada da pandemia causada pelo novo coronavírus. O setor agropecuário não foi diferente com as paralisações alguns serviços ficaram comprometidos.

Em Várzea Alegre cidade do interior Cearense onde funciona dando suporte as campanhas de vacinação contra febre aftosa a EMATERCE e a Secretaria de Desenvolvimento Agrário esses órgãos tiveram suas ações comprometidas, uma vez que desde o 19 de março que o município vive o isolamento social e restrições de circulação pelas barreiras sanitárias.

Nossa reportagem buscou saber de uma farmácia veterinária de propriedade do Dr. José Wilton de Menezes, para saber como está sendo a procura. Segundo o médico veterinário a farmácia já vai vendendo uma média de 30% das vacinas que deverá atender a demanda do município.

O único gargalo até o momento segundo o veterinário é exatamente a declaração das vacinas, essas estão sendo vendidas o rebanho vai sendo imunizado, porém, com a paralisação em virtude da pandemia os produtores não estão conseguindo declarar. O mesmo acredita que não será grande problema se o governo entender que deverá estender o prazo para declaração.

Nossa reportagem tentou ouvir o secretário de agricultura Cicero Izidorio, bem como o gerente local da Ematerce Evilasio José, porém, ambos terão reunião no sábado dia 20 e somente a partir desse encontro de informações é que terão uma posição plausível.

No geral o município de Várzea Alegre em virtude da pandemia ainda não começou de forma regular as atividades de vacinação da febre aftosa. Vale salientar que a imunização do rebanho é de suma importância e a não vacinação pode levar os produtores a uma punição.