| Da redação

Seguimos hoje com a segunda parte da matéria cães errantes, ontem nossa reportagem apresentou aos leitores que a partir de denuncias feitas a ouvidoria do município o setor de zoonoses foi acionado e segundo o secretário de saúde Ivo Leal medidas já estão sendo adotadas para dar uma resposta a população acerca dos animais que estão a perambular pelas ruas.

A matéria teve uma boa repercussão e logo uma representação do distrito de Canindezinho se manifestou cobrando uma posição com relação aos animais que estão vagando pela zona rural.

A cobrança partir do Fernando Gil líder comunitário daquele distrito, o intuito do mesmo é saber que medidas poderão ser adotadas quanto aos distritos.

Novamente nossa reportagem passou a manter contato com o secretário Ivo Leal que reconhece a preocupação pertinente do Gil, porém, acende uma alerta, não existe por parte do estado um canil para abrigar os animais em estado de abandono.

Mesmo diante das dificuldades o secretário busca de forma coerente encontrar uma solução. No momento está acontecendo a captura dos animais, passam por triagem para saber se estão ou não acometidos de alguma doença, os que gozam de saúde plena serão identificados os donos e entregues. Aqueles que por ventura estiverem acometidos pela leishmaniose serão adotadas as medidas cabíveis diante a central de zoonose do município.

Veja mais